Sou Enfermagem

Epigastralgia

Epigastralgia

A epigastralgia é uma dor que se localiza no epigástrio, a região que vai desde a parte alto do abdômen até o umbigo.

Nessa região está concentrado diversos órgãos e estruturas. Sendo assim, é mais difícil saber a real causa do sofrimento.

  • O paciente pode sofrer constantemente com os sintomas ou ele pode surgir de forma subitamente. Os sintomas são
  • Náuseas;
  • Dor intensa no epigástrio;
  • Vômitos;
  • Ardor no estômago;
  • Suores frios;
  • Gases;
  • Sensação de estômago cheio, mesmo quando comemos pouco;
  • Diarreia e prisão de ventre.

O que causa a epigastralgia?

  • A epigastralgia pode ocorrer devido a complicações no esôfago
  • A esofagia ocorre devido ao refluxo gástrico que deve ser tratado o quanto antes;
  • A hérnia de hiato se torna comum ao passar do 50 anos e surge junto à acidez, dificuldade em engolir e realizar a digestão, mau hálito, etc.
  • A esofagite e a hérnia de hiato são as duas causas mais comuns após a indigestão.

Problemas no estômago

  • A epigastralgia pode se originar de alguma patologia localizada no estômago;
  • A úlcera péptica é a mais comum. A dor costuma aparecer com mais frequência no outono e no inverno e se intensifica ao longo da noite e podemos nos sentir mais aliviados ao comermos.
  • Em grande parte dos casos de epigastralgia ocorre devido a gastrite aguda, seja tóxica, alimentar ou infecciosa.
  • A dor intensa pode vir acompanhada de mal estar intenso e vômito.

Problemas no intestino

  • Em certos casos a dor na região alta do abdômen pode ter origem de apendicite
  • Ao sentirmos dor forte nessa região é indispensável consultar um médico e recorrer a emergências caso a dor seja muito intensa.
  • A doença de Crohn logo no início por ter esse sintoma na região do epigástrio.
  • Se a dor chegar na parte esquerda do abdômen pode ser problema de cólon, como ovulação, neoplasia ou diverticulite;
  • O cólon irritável pode causar a epigastralgia, o que também é comum a presenta de cólica e gases.

Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 28/07/2018

Gostou? Deixe seu comentário.

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi