Sou Enfermagem

Noradrenalina

Noradrenalina

A Noradrenalina, também chamada de Norepinefrina, é uma das monoaminas (também conhecidas como catecolaminas que mais influencia o humor, ansiedade, sono e alimentação junto com a Serotonina, Dopamina e Adrenalina.


Suas principais ações no sistema cardiovascular estão relacionadas ao aumento do influxo celular de cálcio e a manter a pressão sanguínea em níveis normais. A saber, vasoconstrição periférica é mediada por receptores alfa adrenérgicos, enquanto a taquicardia é mediada por estimulo de receptores b1 adrenergiccos. Utilizada na pratica médica como potente agente reversor da hipotensão arterial ( portanto é um hipertensor) em casos de hipotensão grave, como consequencia de infecções disseminadas (sepsis). Possui efeito agonista alfa adrenérgico 2 o que antagoniza o receptor alfa 1 adrenergico, desenvolvendo vasoconstrição e aumento da resistencia vascular sistemica, o que leva a consequente aumento da pressão arterial.

A noradrenalina é liberada em doses, independentemente da liberação de adrenalina.A Noradrenalina age de forma antagônica à adrenalina (apenas se a adrenalina atuar nos receptores β2-adrenégicos).

Caso a adrenalina actue nos receptores α1-adrenégicos a actuação, tanto da noradrenalina como da adrenalina, é igual: provoca, por exemplo, a vasoconstrição.

A administração de noradrenalina ou de norepinefrina atinge todos os órgão que possume inervação pelo sistema nervoso simpático, tendo seus efeitos mais proeminentes no fígado e nas glândulas sudoríparas.

Ação farmacológica

Agonista de receptores alfa 1 , alfa 2 e beta 1.

O fígado possui uma grande quantidade de receptores alfa 1. Quando estimulados esses receptores estimulam o processo de glicogenólise e gliconeogênese, liberando glicose no sangue o que leva a um quadro de hiperglicemia.

O efeito cardiovascular por esta droga apresenta-se: elevação da pressão arterial, redução do débito cardíaco devido a queda na frequência cardíaca e causa uma vasodilatação coronariana.

Remédios que estimulam sua produção tem efeitos antidepressivos, hipnóticos e ansiolíticos. Ex: Tricíclicos, Tetracíclicos, Inibidores Seletivos da Recaptação da Noradrenalina (ISRN), Inibidores da MAO (monoamina oxidase).


Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 10/06/2017

Gostou? Deixe seu comentário.

Relacionados

VOCÊ TAMBÉM PODE FAZER UMA PESQUISA