Sou Enfermagem

Metronidazol

metronidazolO metronidazol é um derivado nitroimidazol com atividade antiprotozoária. Este composto também possui actividade antibacteriana contra bacilos gram-negativos anaeróbios, contra bacilos gram-positivos esporulados e contra todos os cocos anaeróbios.

Está indicado no tratamento de giardíase, amebíase, tricomoníase, vaginites por Gardnerella vaginalis e infecções causadas por bactérias anaeróbias como Bacteroides fragilis e outros bacteróides, Fusobacterium sp, Clostridium sp, Eubacterium sp e cocos anaeróbios. Outra indicação seria no tratamento de pacientes portadores de periodontite crônica refratária, doença esta que apresenta na sua constituição microbiológica bacterias anaeróbias presentes na cavidade oral.

O mecanismo de ação do fármaco consiste na inibição da síntese de ác. desoxirribonucléico e na degradação do DNA.

Efeitos adversos

Os efeitos adversos do metronidazol são geralmente brandos, mas cefaléias e sintomas gastrointestinais são comuns. As reações mais graves compreendem estomatite, leucopenia, neurite periférica e ataxia.

A ingestão com álcool pode provocar dores abdominais, vômito, enrubescimento e cefaléia. O metronidazol não deve ser usado em pacientes com alergia anterior ao metronidazol ou outro derivado.

Interações medicamentosas

O metronidazol pode interagir com outros medicamentos, entre os principais a cimetidina, a fenitoína, o fenobarbital, a varfarina, o lítio e o dissulfiram.

Contra-indicações e Precauções

  • Deve ser evitado no caso de problemas hepáticos, renais ou diálise
  • As mulheres grávidas ou a amamentar não devem seguir o tratamento com o metronidazol
  • Porfíria
  • Deve ser evitado no caso de alergia a este ou outros antibióticos

Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 14/03/2017

Gostou? Deixe seu comentário.

Relacionados

Propaganda