Sou Enfermagem

Adenoma

adenomaAdenoma é definido como uma coleção de crescimentos de origem glandular. Esse tipo de neoplasiaé benigna, embora possa progredir para maligna (adenocarcinoma).

Pode desenvolver-se em diferentes órgãos, inclusive cólon, adrenal, hipófisetireóide, entre outros. Mesmo sendo tumores benignos, os adenomas possuem a capacidade de causar complicações na saúde dos indivíduos que o possuem, devido à compressão que causam em outras estruturas (chamado de efeito de massa), resultando na produção de grande quantidade de hormônio de forma desregulada (síndrome paraneoplásica).

Esse tumor surge no epitélio da mucosa (estômago, intestino delgado e intestino grosso), glândulas (endócrina e exócrina) e tubos. Os locais onde costumam aparecer são:

  • Cólon: local muito comum, encontrados normalmente pelo colonoscopia. Não são removidos, pois possuem tendência de progredirem para malignidade, resultando em um câncer de cólon.
  • Renal: geralmente pequeno e assintomático, derivado dos túbulos renais
  • Supra-renal (adrenal): são muito comuns e encontrados com mais freqüência na região abdominal. Aproximadamente 1 em 10.000 é maligno. Alguns adenomas adrenais secretam cortisol resultando em síndrome de Cushing, aldosterona que causa a síndrome de Conn, ou andrógeno que resulta em hiperandrogenismo.
  • Tireóide: em aproximadamente 1 entre 10 pessoas apresentam nódulos na tireóide. A investigação se faz necessária, pois uma pequena percentagem é maligna. A confirmação normalmente é feita através da biópsia, mas a cirurgia às vezes é necessária, principalmente quando são encontradas células do tipo foliculares na biópsia.
  • Hipófise: em aproximadamente 10% dos pacientes com problemas neurológicos apresentam adenoma. O tratamento geralmente é cirúrgico, sendo que o paciente responde muito bem a ele. O subtipo mais encontrado é o prolactinoma, visto com maior freqüência em mulheres, e comumente diagnosticada no período de gestação, pois o prolactinoma aumenta de tamanho nessa época.
  • Fígado: podem ser encontrados adenomas hepatocelulares, adenomas hepáticos, mas estes são benignos e raros. Podem levar à hepatomegalia ou outros sintomas. Seu aparecimento estáassociado com o uso de anticoncepcionais orais.
  • Pulmão: o adenoma que aparece no pulmão é o alveolar. É uma neoplasia benigna rara, sendo o paciente freqüentemente assintomático, encontrado normalmente acidentalmente.
  • Mama: quando os adenomas estão na mama, recebem o nome de fibroadenomas. Geralmente são muito pequenos e difíceis de descobrir; freqüentemente não há nenhum sintoma. Os tratamentos podem incluir uma biópsia de agulha, remoção ou ambos.
  • Apêndice: adenomas também podem estar presentes no apêndice. É muito raro, mas pode acontecer. O subtipo mais comum é denominado de cistadenoma.

Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 14/03/2017

Gostou? Deixe seu comentário.

VOCÊ TAMBÉM PODE FAZER UMA PESQUISA