Sou Enfermagem

Técnico de Enfermagem escreve carta para Bolsonaro e chama aposentadoria de plano maligno

Autor: Sou Enfermagem Em: 03/07/2019

Técnico de Enfermagem escreve carta para Bolsonaro e chama aposentadoria de plano maligno

Técnico de enfermagem há 6 anos, Michael Pacheco de Oliveira de 31 anos que mora em Maricá no Rio de Janeiro leu em vídeo ao sair do trabalho uma carta para o presidente da República, Jair Bolsonaro. 

No texto ele classifica como “projeto satânico” a proposta da reforma da Previdência enviada pelo governo à Câmara. Ele diz que: “Não me arrependi, ainda, em ter votado no senhor. Porém estou muitíssimo preocupado com o futuro de todos nós, trabalhadores do Brasil.”

Desta vez, Michael se identifica e conta que tem jornada de trabalho de 12h por 60h em dois hospitais. 

Ele relata: “Sou exposto a riscos biológicos, como fungos, vírus, bactérias, fluídos corporais e riscos ergonômicos também. Às vezes, nos meus plantões, não consigo parar nem para beber água. Comecei a trabalhar com 14 anos, como office boy, depois fui trabalhar numa oficina mecânica, fui cobrador de ônibus, despachante, garçom, ajudante de pedreiro, montador de móveis, faço pizza pra revenda e há seis anos sou profissional de enfermagem”.

O profissional de enfermagem atualmente se aposenta com 25 anos de contribuição. Agora, segundo a proposta do governo de Bolsonaro, precisará ter 40 anos de contribuição e, no mínimo, 65 anos de idade, para alcançar 100% da média salarial de todo esse período em que atuou em diversos ofícios, muitos habitualmente informais.

“Sinceramente, meu presidente, eu não vou aguentar. O senhor se aposentou com 33 anos, e hoje tem 63. Há 30 anos recebe uma boa aposentadoria. Então, como pode dar continuidade a esse processo maligno de aposentadoria aos 62 anos para mulheres e 65 para homens?”

“Meu presidente, sou um dos milhões de brasileiros que te deram a honra de governar o Brasil, então, como seu eleitor e brasileiro nato, exijo ser ouvido: pare com esse projeto satânico que visa sugar até a última gota de sangue do trabalhador, sem dar a chance dele gozar, em vida, a sua aposentadoria”, afirma o técnico de enfermagem.

“Sei que existe um rombo enorme na Previdência e duvido muito que a culpa seja nossa, dos trabalhadores. Parece que estamos vivendo muito…existem deputados que acham que poderíamos trabalhar até os 80 anos… Ouça o povo, realize um plebiscito, acabe com a mamata dos políticos com esse monte de auxílios, que inclusive o senhor gozou por quase 30 anos da sua vida parlamentar”, sugere.

Veja o vídeo onde técnico de enfermagem ler carta para Bolsonaro


Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) encaminha proposta de Emenda Modificativa à PEC 06/2019 (Reforma da Previdência)

O presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Manoel Neri e o líder do partido Patriota, deputado Fred Costa (MG), protocolaram no dia 21 de maio, na Câmara dos Deputados, a proposta de Emenda Modificativa à PEC 06/2019 (Reforma da Previdência), que garante regra de aposentadoria especial aos profissionais de Enfermagem na reforma da previdência, em tramitação na Câmara dos Deputados.

O Cofen e os Conselhos Regionais de Enfermagem se empenharam e fizeram um forte trabalho junto aos deputados, e assim conseguiram o apoio de mais de 200 parlamentares, que assinaram a proposta e tornaram possível a apresentação do documento que busca uma aposentadoria justa para os enfermeiros, técnicos, auxiliares e obstetrizes.

A Emenda prevê o mínimo de 25 anos de contribuição com exclusivo exercício na área e salário integral. No serviço público, também é necessário ter pelo menos 10 anos de atuação e cinco anos no cargo em que se der a aposentadoria.

“Esta é a primeira etapa dessa luta, conseguimos a assinatura de mais de 200 deputados federais em apoio a Enfermagem. Vamos juntos, Enfermagem “, destacou o presidente do Cofen, Manoel Neri durante o protocolo. “Com a aposentadoria especial os profissionais de Enfermagem cuidarão melhor da população brasileira”, observou.

“Peço a todos os profissionais de Enfermagem que se mobilizem e peçam o voto de cada deputado federal e senador pela aprovação desta emenda”, finalizou o presidente do Cofen.

Fred Costa, líder do Patriota, ressaltou que esse é um momento importante para a Enfermagem brasileira e declarou total apoio no tramite da emenda. “Esse projeto de aposentadoria especial pode decidir o seu futuro, profissional de Enfermagem. A aprovação dessa emenda é fundamental para a valorização do trabalho da Enfermagem”, declarou o parlamentar.

A Enfermagem tem pleno direito a aposentadoria especial, pois trata-se de uma categoria da saúde que está exposta a doenças de toda natureza e trabalha sob forte pressão e com jornadas múltiplas de trabalho.

A proposta da Emenda Modificativa à PEC 6 é de autoria dos deputados:  Fred Costa (Patriota/MG), Orlando Silva (PCdoB/SP), Soraya Santos (PR/RJ), Carmem Zanotto (Cidadania/SC), Léo Moraes (Podemos/RO), Célio Studart (PV/CE) e Dr. Frederico (Patriota/MG). O conselheiro federal Antônio Marcos também acompanhou o protocolo.

Com informações do Cofen

Cursos Online: Quer melhorar o seu currículo e se destacar no mercado de trabalho? Então clique aqui e faça um curso online conosco



Deixe o seu comentário

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi