Sou Enfermagem

 Os 5 piores alimentos para a sua ansiedade

Os 5 piores alimentos para a sua ansiedade

Quase todos nós sentimos a ansiedade como uma resposta natural a certas situações.

Se você vive com estresse crônico ou ansiedade, você pode passar grande parte de sua vida diária administrando-o com ferramentas como terapia, atenção plena, exercícios e medicação anti-ansiedade.

No Brasil, um relatório divulgado em fevereiro do ano passado (2017) pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem 18,6 milhões de brasileiros diagnosticados com ansiedade e 11,5 milhões com depressão. Esses dados representam a maior prevalência de transtorno na América Latina e a segunda maior prevalência nas Américas, atrás apenas dos Estados Unidos que têm 19 milhões de pessoas depressivas.

Mas você sabia que a ansiedade pode ser desencadeada por certos alimentos que colocamos em nossos corpos?

Isso não quer dizer que essas ferramentas e abordagens não sejam necessárias para lidar com a ansiedade. Elas geralmente são opções saudáveis para o estilo de vida de qualquer pessoa. Mas se a ansiedade ainda está afetando sua vida, pode valer a pena olhar para o seu prato.


Leia sobre cinco alimentos que provocam ansiedade e sugestões sobre o que comer em vez disso.

1. Álcool

Acredite ou não, a bebida que você bebe para acabar com sua ansiedade social está piorando a situação.

"Embora possa parecer que acalma seus nervos, o álcool pode ter um impacto negativo na hidratação e no sono, ambos podem desencadear sintomas de ansiedade quando suprimidos", diz Erin Palinski-Wade, RD, CDE, autor de "Belly Fat for Dummies". .

O álcool altera os níveis de serotonina e os neurotransmissores no cérebro, o que piora a ansiedade. E quando o álcool passar, você poderá se sentir ainda mais ansioso.

Beber com moderação - ou cerca de duas porções de álcool por dia - é tipicamente seguro, desde que seu médico lhe dê a aprovação.

Tente em vez disso: não há substituto real para o álcool. Se você gosta do sabor, mas não precisa dos efeitos colaterais, considere a cerveja sem álcool. Bebidas que se sentem especiais, como mocktails ou água com gás com bitters de fantasia, também podem ser bons substitutos em situações sociais.


2. Cafeína

Primeiro, eles querem tirar sua bebida e agora café? Infelizmente sim.

De acordo com a National Coffee Association, 62% dos americanos bebem café diariamente, e a quantidade média por dia é ligeiramente superior a 3 xícaras por bebedor de café. Mas nosso ritual matutino favorito pode na verdade estar fazendo mais mal do que bem.

“Níveis elevados de cafeína podem não apenas aumentar a ansiedade e o nervosismo, mas também diminuir a produção de serotonina no organismo, causando um humor deprimido”, diz Palinski-Wade.

Normalmente, a cafeína é segura em doses baixas. Mas altas doses podem causar efeitos desagradáveis, como ansiedade e nervosismo.

Um estudo descobriu que os participantes que bebiam 300 miligramas de cafeína por dia relataram quase o dobro do estresse. Nos termos da Starbucks, um café grande (“grande”) contém cerca de 330 miligramas de cafeína.

Também tenha em mente que vários suplementos e medicamentos incluem cafeína e podem contribuir para sentimentos de ansiedade, incluindo o St. John's Wort, o ginseng e certos medicamentos para dor de cabeça.

Tente em vez disso: Matcha chá é uma excelente alternativa ao café para um zumbido limpo menos o nervosismo. Isto é graças à L-theanine, que é conhecida pelos seus efeitos relaxantes, sem a sonolência.


3. Comidas envelhecidas, fermentadas e cultivadas

Um prato de carne e queijo com um copo de vinho tinto soa incrivelmente relaxante, certo?

Em teoria, sim, mas de acordo com a ciência, não tanto. Entenda que uma comida fresca e natural é mais saudável que uma comida preparada que fica dias armazenada ou até mesmo re-preparada. Neste caso, as bactérias dividem as proteínas alimentares em aminas biogênicas, uma das quais é a histamina. A histamina é um neurotransmissor que agrava a digestão, os hormônios e os sistemas cardiovascular e nervoso. Em indivíduos suscetíveis, pode desencadear ansiedade e insônia.

Em vez disso: Para minimizar a intolerância à histamina, escolha sempre alimentos frescos e integrais. Procure a data “embalada” de carne e peixe. Quanto menos tempo demorar para chegar de onde foi criado à sua mesa, melhor.


4. Adicionado açúcar

Não há como evitar o açúcar 100% do tempo, pois ocorre naturalmente em muitos dos alimentos que gostamos de comer, como frutas.

Mas o açúcar adicionado é um contribuinte para a ansiedade geral.

“Açúcares adicionados fazem seu açúcar no sangue subir em uma montanha-russa de picos e colisões e, com isso, sua energia também sobe e desce”, diz Palinski-Wade. "Quando o açúcar no sangue cai, o seu humor e os níveis de ansiedade podem aumentar."

O corpo libera insulina para ajudar a absorver o excesso de glicose e estabilizar os níveis de açúcar no sangue, mas uma corrida de açúcar faz o corpo trabalhar muito para voltar ao normal, causando os altos e baixos.

Consumir grandes quantidades de açúcar processado pode desencadear sentimentos de preocupação, irritabilidade e tristeza.

Os alimentos que se enquadram na categoria de adição de açúcar que você deve evitar ou minimizar não se parecem com sobremesas. Condimentos como ketchup, certos molhos para salada, massas e pão branco podem conter altos níveis de açúcar.

Tente em vez disso: Felizmente, você não precisa negar seu desejo por doces se desistir do açúcar processado. A estévia, o eritritol e o xarope de Yacon são substitutos naturais do açúcar. Encha o prato com frutas e legumes naturalmente doces, como batata-doce.


5. Desnatadeira convencional não láctea

Se você está cortando o café, também pode cortar o creme. Muitas pessoas hoje em dia estão tentando monitorar a quantidade de produtos lácteos que consomem.

No entanto, não se sabe se o colesterol HDL é a principal fonte de colesterol HDL no organismo. Estes têm sido associados à depressão, ansiedade e outros problemas de saúde mental.

Tente em vez disso: Se você está bebendo descafeinado e ainda quer um pouco de algo cremoso, alimentos integrais são sempre a melhor escolha. O leite e o creme são melhores do que o creme não-ferroso convencional. Se você estiver cortando laticínios, considere leite de amêndoa ou leite de soja.





Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 03/08/2018

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi