Sou Enfermagem

O mês de outubro está chegando e com ele o cuidado com a saúde das mulheres


Autor: Sou Enfermagem | Publicado em: 26/09/2018

O mês de outubro está chegando e com ele o cuidado com a saúde das mulheres

O mês de outubro está chegando e com ele o cuidado com a saúde das mulheres é intensificado em todo o Brasil, por meio da campanha Outubro Rosa, criada para prevenir o câncer de mama. 

Instituições de saúde do mundo inteiro realiza ações para prevenir e esclarecer as principais dúvidas sobre esse assunto. Um fato que está chamando a atenção dos médicos é que o câncer de mama vem crescendo entre as jovens com menos de 35 anos, sendo que antes o câncer acometia mulheres a partir dos 40.

 O Instituto do Coração de São Paulo realizou uma pesquisa e mostrou um número alto e preocupante sobre o câncer de mama em mulheres jovens no Brasil. Só em 2018, a estimativa é que quase 60 mil novos casos surjam no país. E o que chamou a atenção dos pesquisadores é que a principal causa de desenvolvimento de câncer entre mulheres desta faixa etária não está ligada à hereditariedade, e sim às alterações genéticas das células, ou seja, a paciente passa por transformações das células ao longo da vida e acaba desenvolvendo a doença.

Um dado preocupante, pois a hereditariedade era a principal causas de câncer de mama, ou seja, quem tinha familiar com esse câncer tinha mais probabilidade de um dia vim a ter também, sendo essencial hoje fazer exames periódicos tendo histórico familiar ou não.

‘‘Quanto maior o tempo de exposição aos hormônios [estrógeno e progesterona], mais a mulher fica suscetível às células malignas e a incidência da doença em mulheres com menos de 30 anos tem aumentado, mas ainda não há um diagnóstico científico que explique este crescimento.”, disse o oncologista Márcio Paes, médico no Instituto Aliança, no Distrito Federal.

Apesar do aumento das taxas de câncer de mama em mulheres mais jovens, ainda assim, a faixa etária entre 40 e 50 anos representa 74% do casos. Por isso, a Sociedade Brasília de Mastologia recomenda a realização da mamografia anualmente a partir dos 40. Já a indicação do Ministério da Saúde é que o exame seja feito a cada dois anos pelas mulheres com 50 anos ou mais.


PRINCIPAIS RISCOS DO CÂNCER DE MAMA:

Ser mulher;

Mulheres a partir dos 50 anos;

Sedentarismo, sobrepeso e obesidade;

Consumo excessivo de álcool e cigarros;

Uso de hormônios na menopausa;

Histórico familiar de câncer;

Primeira gravidez após os 30 anos ou não ter tido filhos.


OS SINAIS DO CÂNCER DE MAMA:

Caroços, endurecimento ou engrossamento da mama;

Inchaço na axila ou ao redor da clavícula;

Mudança de tamanho ou formato da mama;

Enrugamentos da pele;

Calor, escurecimento da mama;

Inversão do mamilo e de outras regiões da mama de forma súbita


ALGUNS CUIDADOS PREVENTIVOS:

Pratique exercícios físicos regularmente;

Controle seu peso;

Cuide de sua saúde física e mental;

Inclua frutas, verduras cereais e grãos integrais em sua dieta;

Evite o consumo de álcool e fumo;

Faca sempre exames periódicos.


SAIBA QUE:

A mulher deve fazer exames periódicos e ter sua mama examinada pelo médico, além de realizar a mamografia;

O autoexame também pode ser importante;

Caso a mulher note qualquer alterações nas mamas deve procurar seu médico;

Mulheres mais jovens, com menos de 30-35 anos, com história familiar de câncer de mama ou ovário, ou que notem alteração nas mamas também devem passar por avaliação médica e realizar exames de imagem das mamas.

O Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS, para o tratamento gratuito. Quando é diagnostica no estágio inicial, o tratamento tem 90% de sucesso.

Fonte: Ministério da Saúde; INCA

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi