Sou Enfermagem

  • Mulher é acometida por Língua Preta Peluda nos EUA, entenda o caso (1).jpg
  • Mulher é acometida por Língua Preta Peluda nos EUA, entenda o caso (2) (1).jpg

Mulher é acometida por Língua Preta Peluda nos EUA, entenda o caso

A Língua Preta Peluda é também conhecida por Língua Saburrosa ou Língua Pilosa Negra é uma condição benigna resultante do acúmulo de ceratina nas papilas filiformes, as quais estão presentes no dorso da língua.

Quais os Fatores de Risco?

Os fatores que tem maior produção da ceratina são: tabagismo, higiene bucal insatisfatória, consumo de chá e/ou café e o uso de enxaguantes bucais oxidantes costumam estar associados. Em um indivíduo de outra forma saudável, a língua pilosa indica presença de doença sistêmica subjacente.

Quais as Características Clínicas?

A língua pilosa é uma condição clínica benigna comum, que se apresenta como projeções difusas, semelhantes a pêlos no dorso da língua devido à retenção de ceratina na superfície das papilas filiformes a partir na linha média. Sua coloração varia entre acastanhada, amarelada ou enegrecida em função da participação de diferentes pigmentos provenientes de alimentos, do tabaco e de bactérias cromogênicas. É geralmente assintomática, mas em alguns casos sensação de náusea, gosto desagradável e halitose podem ser observadas.

Quais é o Diagnóstico?

O diagnóstico é baseado na anamsese e no exame físico. O diagnóstico diferencial mais importante é a leucoplasia pilosa oral, causada pelo vírus Epstein-Barr, com predileção pela porção lateral da língua.Em pacientes HIV positivos, a biópsia da língua pode ser necessária, a fim de diferenciar língua pilosa da
leucoplasia pilosa oral.

Qual é o Tratamento?

Dada sua natureza benigna, não há indicação formal de tratamento. Pacientes que apresentam essa lesão devem ser tranquilizados e orientados a melhorar as práticas de higiene bucal. Diminuição do consumo de bebidas quentes (especialmente o café) e abandono do hábito de fumar também devem ser recomendados.

Nos casos em que a aparência estética, a queixa de halitose e/ou o gosto desagradável na boca causem desconforto ao paciente, a adoção de higiene do dorso da língua com escova dental e a remoção dos fatores predisponentes costumam levar ao desaparecimento da condição.

Mulher fica preta e peluda após uso de antibiótico nos EUA

Yasir Hamad, médico e professor assistente da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington, em St. Louis, Estados Unidos, ficou surpreso quando uma mulher entrou em seu consultório com a língua preta. “Foi dos típicos casos que você só vê em livros”. Hamad afirmou ao canal de televisão CNN que essa era a primeira vez em 10 anos de medicina que ele via um caso como esse. 

Ele ainda disse que sua paciente teve essa reação após uma semana do uso de um antibiótico chamado Minociclina, para tratar uma infecção que adquiriu após um acidente de moto. Dentro desse período, a língua ficou escura, causando gosto ruim na boca e náuseas.


Tratam-se das papilas da língua, carocinhos que dão a textura normal do músculo e são responsáveis por detectar o sabor dos alimentos que, normalmente têm menos de 1 milímetro de altura e, quando crescem acima disso, ficam pretas dando aparência de pêlos. 

As papilas podem chegar de 12 até 18 milímetros, e que ao crescerem, prenderiam partículas de alimentos, gerando colonização de bactérias e micróbios na língua. Essa condição benigna pode ocorrer como efeito colateral incomum de má higiene bucal, tabagismo, uso de alguns antibióticos e como reação ao uso de algumas drogas ilícitas.
O médico disse que, em casos como esse, deve-se manter a calma e procurar um médico, e tranquilizou afirmando que o quadro é reversível e no caso de sua paciente, com uma nova medicação, a cor da sua língua voltou ao normal.





Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 09/09/2018

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi