Sou Enfermagem

Crianças e adultos devem atualizar caderneta de vacinação


Autor: | Publicado em: 05/04/2015

Crianças e adultos devem atualizar caderneta de vacinação

Centros de saúde dispõem de vacinas para todas as faixas etárias

Passada a fase da infância muitas pessoas se esquecem de que é importante ter o cartão de vacina atualizado, tanto na adolescência quanto na fase adulta, e que devem continuar a ser imunizar contra uma série de doenças.

O núcleo de vigilância epidemiológica e imunização da Regional de Saúde do Gama informa que as principais vacinas a serem tomadas na adolescência a partir dos 15 anos de idade são contra Difteria e Tétano, a cada dez anos, além de vacinas contra a febre amarela, hepatite B, sarampo, caxumba e rubéola (Tríplice Viral). Em caso de meninas com idade entre 10 a 12 anos, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal já disponibiliza a vacina Papilomavírus Humano (HPV) nas escolas públicas.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, quatro vacinas são imprescindíveis na faixa etária de 20 a 59 anos: Hepatite B, Dupla tipo Adulto (DT), contra Difteria e tétano, Febre Amarela e Tríplice viral (SCR), contra sarampo, caxumba e rubéola.

“Na fase adulta é necessário ter as vacinas contra o tétano, repetindo as doses de reforço a cada dez anos ou fazer o esquema básico se não foi vacinado, além de não esquecer que a vacina só garante proteção se forem administradas as três doses”, explicou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, enfermeira Jannete Cavalcante Alcântara.

É importante, ainda, atualizar a vacina contra a febre amarela a cada dez anos. “Com as férias chegando, quem viajar para áreas endêmicas (regiões Norte,Centro-Oeste e área pré -amazônica do Maranhão) deve ter a vacina em dia, mas ela só oferece proteção depois de dez dias da aplicação”, explicou a enfermeira.

A vacina contra sarampo, caxumba e rubéola (tríplice viral) é disponibilizada para mulheres até 49 anos e homens até 39 anos. Jannete esclarece que o Brasil tem enfrentado um surto de sarampo no estado de Pernambuco. “Orientamos as pessoas a se vacinarem 15 dias antes da viajarem para esta região”, afirma.

Contra hepatite B a vacina, aplicada em três doses, está disponível para pessoas até 49 anos de idade. “Esta é uma doença sexualmente transmissível que necessita ser prevenida em qualquer situação”, informou a coordenadora.

Onde atualizar o cartão de vacina

As vacinas encontram-se disponíveis em todas as unidades básicas de saúde do Distrito Federal. As salas de vacina funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e de 13h às18h. Para atualizar as vacinas, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação.

Por Eliane Simeão, da Agência Saúde DF

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi