Sou Enfermagem

Conheça o peixe assassino dos rios e lagos que entra na uretra ou ânus

Conheça o peixe assassino dos rios e lagos que entra na uretra ou ânus

Os rios e lagos são destinos de muitos na hora de se divertir.

Geralmente famílias ou grupos de amigos se encontram para essa pratica, particularmente inofensiva, será?

Além dos riscos de afogamentos, há outros perigos que nos rodeiam, como por exemplo o peixe candiru. Ao olhar o seu tamanho, que pode chegar até 8 centímetros, ele pode parecer inofensivo, e nos dar a impressão dele ser insignificante. Na Amazônia ele tem a reputação de ser o peixe mais temido naquelas águas, até mais que a piranha. Ele também é conhecido como peixe vampiro, pois ele nada até as cavidades das guelras dos peixes e se aloja lá, se alimentando de sangue nas guelras, recebendo assim esse apelido.

Você deve estar se perguntando. ‘O que isso tem a ver conosco? Calma, vou explicar.

O candiru é um parasita e tem um inconveniente hábito de penetrar pela uretra ou ânus de banhistas desavisados e por se instalar no interior dos genitais. Ele é atraído pela urina e não faz distinção entre homens ou mulheres. Ao penetrar pelos “orifícios” dos hospedeiros, o peixinho se alimenta do sangue e provoca pequenos cortes e só pode ser removido através de cirurgia, devido ao formato de guarda-chuva de suas nadadeiras que se fixam no corpo do hospedeiro.

Em alguns casos as vítimas podem sofrer hemorragias sérias e infecções, além de até morrer por conta da ação do parasita. Apesar de muita gente acreditar que os ataques do candiru não passam de lendas urbanas, a verdade é que existem vários registros sobre vítimas desse peixe, que tem que ser hospitalizadas urgentemente para fazer essa remoção.

O biólogo Marcelo Francisco da Silva, da Universidade Estadual do Maranhão, diz o Candiru é típico da Bacia Amazônica e por isso sempre esteve presente nos rios. Segundo ele, existem várias espécies. Todas são parasitas, mas apenas algumas se alimentam de sangue. De acordo com o biólogo não é preciso ter medo de tomar banho no rio, apenas tomar alguns cuidados para evitar se tornar a próxima vítima. “Se a pessoa está vestida com um biquíni ou uma parte de baixo mais apertada, o peixe não vai ter como entrar, ele não irá rasgar o tecido para entrar no canal. Na maioria dos casos em que acontecem a penetração, as pessoas acabam expondo o canal para urinar, o que gera uma porta de entrada para esse peixe”, explica

Algumas Medidas preventivas que devem ser tomadas para evitar esse encontro desagradável.

Evite nadar sem trajes de banho que cubram os órgãos genitais;

Não nade em locais desconhecidos sem antes falar com pessoas que conheçam a região;

Evite entrar na água com cortes e arranhões recentes que possam sangrar;

Jamais urine na água, já que a ureia pode atrair o Candiru e outros predadores;

Caso seja atacado por um Candiru, não puxe em sentido contrário, porque os seus dentes podem rasgar a uretra. Procure um médico imediatamente;

E na hora de fazer xixi, saia da água!




Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 17/09/2018

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi