Sou Enfermagem

Como seguir a carreira militar na enfermagem?

Como seguir a carreira militar na enfermagem?

A Escola de Saúde do Exército (EsSEx) é um estabelecimento de ensino de formação e de especialização de graus superior e médio, aperfeiçoamento de grau médio, da Linha de Ensino Militar de Saúde, diretamente subordinado à Diretoria de Especialização e Extensão (DEE) destinado a:

  • formar e especializar oficiais médicos do Serviço de Saúde para o serviço ativo do Exército;
  • aperfeiçoar sargentos da Qualificação Militar de Subtenentes e Sargentos (QMS) de Saúde-Apoio e da QMS de Saúde Técnico em Enfermagem;
  • contribuir para o desenvolvimento da doutrina militar na área de sua competência;
  • realizar pesquisas na área de sua competência, inclusive, se necessário, com a participação de instituições congêneres;
  • ministrar estágios sobre assuntos peculiares à EsSEx; e
  • realizar concursos para ingresso na Linha de Ensino Militar de Saúde.

Sobre as provas

Passar pelo Concurso Público e depois nas provas para seguir carreira militar nas FFAA não é fácil. Além das provas do Processo Seletivo, muitos outros exames são realizados, e a primeira fase são formadas por 2 fases, sendo elas:

·         1ª fase, realizada nas OMSE, composta pelas seguintes etapas:

Exame Intelectual (EI): para todos os candidatos e têm caráter classificatório e eliminatório

Valoração de Títulos: da qual participarão apenas os candidatos aprovados no EI, de caráter classificatório. Os candidatos que não possuírem Títulos participarão somente das etapas subsequentes (nenhum candidato será eliminado nessa fase)

Inspeção de Saúde (IS): apenas os candidatos aprovados no EI realizam esse exame, já que tem EI é eliminatório

Exame de Aptidão Física (EAF): para todos os aprovados no EI e aptos no IS. Este exame tem caráter eliminatório também.

·         2ª fase: revisão médica e comprovação dos requisitos biográficos dos candidatos, de caráter eliminatório, quando de sua apresentação nas OMCT.

Forças Armadas que possuem enfermeiros em seu quadro efetivo

As três Forças (Marinha do Brasil, Aeronáutica e Exercito) possuem enfermeiros no seu quadro efetivo. A Aeronáutica ficou com seu quadro de oficiais de carreira fechado por um tempo, mas já reabriu. O regime militar é igual para as três forças, e as diferenças se dão na característica inerente a cada uma delas.

Dois sonhos realizados

Tudo que tenho e conquistei devo à Enfermagem e ao Exército. Já me perguntaram o que a Enfermagem e o Exército representam para mim. Respondo que o Exército é minha segunda pele, e a Enfermagem o ar que respiro. Na verdade, os dois se uniram e determinam hoje tudo o que sou o que tenho e para quem vivo. Minha satisfação é plena no Exército, pois escolhi a enfermagem e a carreira militar. Ambas as escolhas por opção e vocação. Ser enfermeiro militar me dá opção de juntar os dois sonhos.

As rotinas de um Enfermeiro Militar

Esta parte do artigo faz parte de uma entrevista feita com um profissional militar que atua como enfermeiro, Tenente Coronel Enfermeiro e Professor Wladimir Coelho.

As atividades

“O Enfermeiro na carreira militar das Forças Armadas exerce exatamente as mesmas atribuições assistenciais e burocráticas de um enfermeiro civil em qualquer hospital, além das atividades militares previstas (formaturas, atividades burocráticas militares, dentre outras).

As dificuldades

As dificuldades são inerentes à carreira militar. Mas costumo dizer que dificuldades na verdade são desafios que devem ser encarados e superados. Quando se vai fazer este concurso, o candidato deve estar ciente que ao término do curso pode ir servir em qualquer lugar do país, e não necessariamente, na sua terra natal. A adaptação ao regime militar nem sempre é fácil. Mas são dificuldades que podem ser superadas.

Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 09/07/2018

Gostou? Deixe seu comentário.