Sou Enfermagem

Benefícios de escolher a Medicina Tradicional Chinesa no tratamento

Benefícios de escolher a Medicina Tradicional Chinesa no tratamento

A Medicina Chinesa originou-se ao longo do Rio Amarelo, tendo formado a sua estrutura acadêmica há muito tempo. 

Ao longo dos séculos, ela passou por muitas inovações em diferentes dinastias, tendo formado muitos médicos famosos e diferentes escolas do mundo. Hoje ela é considerada uma das mais antigas formas de Medicina Oriental, termo que engloba também as outras medicinas da Ásia, tais como os sistemas médicos tradicionais do Japão, Coreia, do Tibete, da Mongólia e da Índia.

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) fundamenta-se numa estrutura teórica sistemática e abrangente, de natureza filosófica. Tendo como base o reconhecimento das leis fundamentais que governam o funcionamento do organismo humano, e sua interação com o ambiente segundo os ciclos da natureza, procura aplicar esta abordagem tanto ao tratamento das doenças quanto á manutenção da saúde através de diversos métodos.

Razões que atestam a eficácia e abrangência da Medicina Chinesa:

  1. A Medicina Chinesa é o sistema de saúde mais utilizado no mundo inteiro. Estima-se que mais de 2 biliões de pessoas utiliza Medicina Chinesa, em cerca de 120 países.
  2. Medicina Chinesa reconhecida pela OMS - Organização Mundial de Saúde e por vários Institutos ou Sistemas de Saúde em numerosos países ocidentais.
  3. Medicina Chinesa é antiga. Tem mais de 4 mil anos de história, livros escritos e documentação científica há mais de 2 mil. Grande parte dos textos fundamentais de Medicina Chinesa escritos há milhares de anos é hoje ainda utilizada academicamente. Significa que questões de segurança, eficácia clínica e soluções médio prazo foram já testados. Os médicos Chineses dependem de e respeitam o trabalho dos mestres do passado. No Ocidente o conhecimento é frequentemente ignorado e muda continuamente.
  4. Medicina Chinesa não depende de experiências em humanos ou animais. A maior parte das farmacêuticas ocidentais e os procedimentos médicos assentam em experiências em pessoas ou em humanos o que, no mínimo, provoca danos, sendo muitas vezes desnecessariamente cruel. A Medicina Chinesa assenta em modelos de diagnóstico e tratamento que dispensa tais experiências.
  5. Medicina Chinesa é uma das profissões com crescimento mais rápido nos Estados Unidos. Há mais de 30.000 terapeutas actualmente administrando mais de 30 milhões de consultas por ano. Na Europa há cada vez mais universidades de Medicina Chinesa acreditadas e reguladas.
  6. Medicina Chinesa é segura. A acupunctura e a fitoterapia tem um longo passado de segurança comprovada. É muito difícil causar danos com este tipo de tratamento. A acupunctura estimula as capacidades auto curativas do corpo. A fitoterapia utiliza substâncias não refinadas e bem mais suaves do que os produtos farmacêuticos. Adequadamente prescritas por um terapeuta treinado, estas técnicas são suaves, eficazes e funcionam sem provocar efeitos secundários.
  7. A Medicina Chinesa tem uma relação custo benefício muito favorável. Comparando com terapias ocidentais, como medicamentos ou cirurgias, a acupunctura, fitoterapia e a alteração de hábitos alimentares e de estilo de vida são muito menos dispendiosas.
  8. A Medicina Chinesa é individualizada. Mesmo para idênticas patologias, a Medicina Chinesa diagnostica e trata tendo em consideração factores específicos do indivíduo, o que resulta num tratamento mais preciso e sem efeitos secundários.
  9. Medicina Chinesa é holística. É a perspectiva do sistema médico e não os métodos que a definem. A Medicina Chinesa é holística porque considera os efeitos de e as relações entre todos os factores - constituição, dieta, estilo de vida, ambiente - e níveis – psicológico, físico, emocional – na saúde de uma pessoa.
  10. A Medicina Chinesa potencia capacidades. A Medicina Chinesa começa pelo conceito de saúde e o que isso significa para cada pessoa. Ensina como perdemos esta condição e como podemos regressar a ela. Não se enfoca na doença, antes pelo contrário, funciona como sistema preventivo. O papel do médico Chinês é ensinar o paciente porque está doente, como chegou a essa condição e o que precisa fazer para voltar a ficar e manter-se bem. Apesar de a Medicina Chinesa ser complexa, estes ensinamentos são simples e fáceis de seguir.
  11. Medicina Chinesa funciona. No final, o que mais importa é se o tratamento funciona ou não. A Medicina Chinesa é eficaz para uma grande variedade de queixas, incluindo algumas muitas vezes não diagnosticadas e não tratadas pela medicina Ocidental.

PATOLOGIAS TRATADA COM A MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

DOENÇAS REUMÁTICAS – DOR
• Artrites
• Artroses
• Coxartrose
• Lombalgia
• Gonialgia
• Patologias da Coluna

DISTÚRBIOS NEUROLÓGICOS
• Patologias degenerativas
• Cefaleias e enxaquecas
• Ciática e Nevralgia intercostal
• Nevralgia do trigémeo e Paralisia facial
• Esclerose Múltipla, Sequelas de AVC e Epilepsia
• Síndrome de Menière
• Enurese noturna

DISTÚRBIOS PSÍQUICOS
• Insónia
• Estados Depressivos
• Ansiedade e stress
• Esquizofrenia
• Histeria

DOENÇAS DO TRATO RESPIRATÓRIO E PELE
• Sinusite e Renite
• Bronquite aguda
• Asma Brônquica (em crianças)
• Faringites agudas e crónicas
• Alopecia, Psoríase e Acne

DISTÚRBIOS GASTROINTESTINAIS
• Colites Agudas e Crónicas
• Náuseas e Vómitos
• Obstipação
• Diarreia

OUTROS
• Tabagismo
• Alteração do Apetite (Obesidade e Anorexia)
• Má Circulação
• Retenção de Líquidos
• Eliminação da Celulite e Gordura Localizada




Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 11/09/2018

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi