Sou Enfermagem

A história do Setembro Amarelo

Autor: Sou Enfermagem Em: 08/09/2020

A história do Setembro Amarelo

A origem do Setembro Amarelo está ligada à história do jovem Mike Emme, de 17 anos, que cometeu suicídio em 1994 nos Estados Unidos.

Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo. Por conta disso, ficou conhecido como "Mustang Mike". Seus pais e amigos não perceberam que o jovem tinha sérios problemas psicológicos e não conseguiram evitar sua morte.

No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem "Se você precisar, peça ajuda.". A iniciativa foi o estopim para um movimento importante de prevenção ao suicídio, pois os cartões chegaram realmente às mãos de pessoas que precisavam de apoio.

Em 2003, o dia mundial de prevenção ao suicídio foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e estimulada em todo mundo pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP).

No Brasil, em 2015, as organizações Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) se uniram para desenvolver o projeto relacionado à prevenção ao suicídio, iniciando a campanha Setembro Amarelo.

Outro passo importante para o tema no país foi a criação da Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio, instituída através da Lei nº 13.819, de 26 de abril de 2019.

Laço amarelo: o símbolo da campanha

Em consequência da triste história Mike Emme, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo.

Se pensar em suicídio busque ajuda

É importante que as pessoas que estejam passando por momentos de crise busquem ajuda. O ideal é um acompanhamento psicológico, além do apoio da família e dos amigos. Para isso, é essencial que as pessoas consigam falar sobre o que sentem.

Se você estiver com sérios problemas e chegar a considerar o suicídio, pode procurar ajuda entrando em contato com o Centro de Valorização à Vida (CVV).

Esse é um projeto que fornece apoio emocional e prevenção do suicídio. Através de telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias da semana, eles atendem de forma voluntária e gratuita todos que precisam conversar. O serviço é totalmente sigiloso.

O site do CVV é www.cvv.org.br.

“Não desista, vá em frente, sempre há uma chance de você tropeçar em algo maravilhoso.” (Charles F. Kettering)

“Enfrente a vida e não desista dela, a vida não pode parar, sempre haverá um sonho para se realizar.” (Amanda Moreira da Silva Dias)

“Não desista do amor, não desista de amar, não se entregue à dor, porque ela um dia vai passar…” (Padre Fábio de Melo)

Cursos Online: Quer melhorar o seu currículo e se destacar no mercado de trabalho? Então clique aqui e faça um curso online conosco



Deixe o seu comentário

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi