Sou Enfermagem

Via de Administração Ocular

Via de Administração Ocular

A instilação ocular consiste na administração de colírios ou pomadas. 

Como qualquer outro fármaco, o colírio requer cuidados em sua administração, principalmente os relacionados à dosagem e ao local (olho direito e olho esquerdo).

Antes de aplicar o colírio, deve-se verificar o prazo de validade e a ausência de partículas em suspensão.

Quando mais de um produto é prescrito para uso no mesmo olho, deve-se dar um intervalo mínimo de 5 minutos entre eles. Em casos de pomadas e colírios, deve-se administrar primeiro o colírio e, depois de 5 minutos, a pomada. É importante lembrar que a pomada pode causar aderência à superfície ocular, impedindo o contato do colírio.

            Material:

  • Bandeja inox para apoiar o medicamento.
  • Lenço de papel para limpar o excesso.
  • Luva de procedimento (casos de conjuntivite).
  • Medicamento.

           Técnica de instilação de colírios:

  • Reunir a medicação seguindo a regra dos 5 Certos: medicamento certo, dose certa, paciente certo, via certa e hora certa.
  • Lavar as mãos.
  • Calçar luvas de procedimentos em caso de conjuntivite.
  • Orientar o paciente sobre a administração do medicamento.
  • Preparar o medicamento, se necessário, na frente do paciente ou de seu acompanhante.
  • Puxar delicadamente a pálpebra inferior para baixo utilizando o dedo indicador.
  • Pingar o colírio sem encostar o aplicador no olho.
  • Fechar o olho devagar.
  • Com o olho do paciente fechado, fazer ligeira pressão no canto do olho próximo ao nariz. Essa pressão evitará que o colírio escorra para os canais de comunicação do olho, como nariz e garganta, o que poderia aumentar o surgimento de efeitos colaterais.
  • Remover possíveis resíduos do medicamento com auxílio de lenço de papel.
  • Deixar o paciente confortável.
  • Desprezar o material.
  • Lavar as mãos.
  • Fazer anotação no prontuário conforme rotina da instituição.
  • Observar continuamente alterações orgânicas que possam estar relacionadas ao fármaco administrado.

             Observação:

  • Em casos de paciente com dificuldade de aplicação do colírio com o olho aberto, o fármaco pode ser aplicado com o olho fechado, no canto interno, abrindo-o em seguida para que a droga seja espalhada por toda a conjuntiva.

Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 05/07/2018

Gostou? Deixe seu comentário.