Sou Enfermagem

Medicamentos inotrópicos

Medicamentos inotrópicos

Os medicamentos inotrópicos apresentam ação sobre a energia de contração das fibras musculares. Exemplos: dobutamina e milrione.

Cuidados específicos por parte da enfermagem:

  • Atentar para a via de administração, a dosagem e a forma de apresentação do medicamento.
  • Monitorar pressão arterial, frequência cardíaca, traçado de eletrocardiógrafo e pressão venosa central.
  • Comunicar alteração nos parâmetros verificados no item anterior.
  • Controlar volume de débito urinário.
  • Controlar velocidade de infusões endovenosas.
  • Manter permeáveis cateteres e/ou dispositivos de acesso venoso central.
  • Atentar para sinais e sintomas de flebite.
  • Atentar para sinais e sintomas de infiltração de soluções endovenosas.
  • Atentar para sinais de superdosagem.

Nos casos de superdosagem, o paciente poderá apresentar: hipertensão, taquiarritmias, isquemia do miocárdio e fibrilação ventricular. Alguns pacientes podem apresentar hipotensão.


REFERÊNCIAS
1. Administração de medicamentos na Enfermagem. Rio de Janeiro: EPUB. 2ª ed, 2002
2. FURP - Memento Terapêutico. Secretaria de Estado da Saúde. 6ª ed., nov/95.
3. STAUT, NAÍMA DA SILVA - Manual de drogas e soluções. São Paulo: EPU, 1986.
4. ZANINI, A.C., OGA S. - Farmacologia aplicada. 5º ed. São Paulo: Atheneu, 1994.
5.FAKIH, F.T. - Manual de Diluição e administração de medicamentos injetáveis. 1ªed.
Rio de Janeiro, 2000
6. FONSECA, S.M. et al – Manual de Quimiterapia antineoplasica. 1ªed, Rio de Janeiro,
2000
7. DUNCAN, H.A. et al – Dicionário Andrei para enfermeiros e outros profissionais da
saúde, 2ªed, São Paulo, 1995




Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 04/07/2018

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi