Sou Enfermagem

Administração de Insulina Subcutânea

Administração de Insulina Subcutânea

A injeção subcutânea é um método de administrar medicação. Subcutâneo significa sob a pele.


Neste tipo de injeção, uma agulha curta é usada para injetar uma droga na camada de tecido entre a pele e o músculo. A medicação administrada desta forma geralmente é absorvida mais lentamente do que injetada em uma veia, às vezes ao longo de um período de 24 horas.

Este tipo de injeção é usado quando outros métodos de administração podem ser menos eficazes. Por exemplo, alguns medicamentos não podem ser administrados pela boca, porque o ácido e as enzimas no estômago os destruiriam.

Outros métodos, como a injeção intravenosa, podem ser difíceis e dispendiosos. Para pequenas quantidades de drogas delicadas, uma injeção subcutânea pode ser um método útil, seguro e conveniente de obter uma medicação em seu corpo.

Medicamentos administrados por injeção subcutânea

Os medicamentos administrados por injeção subcutânea incluem medicamentos que podem ser administrados em pequenos volumes (geralmente menos de 1 mL, mas até 2 mL são seguros). 

A insulina e alguns hormônios são comumente administrados como injeções subcutâneas.

            Material:

  • Seringa descartável de 1 cc com agulha 13 x 4,5.
  • Bandeja para acondicionar o material e o medicamento.
  • Algodão com álcool 70%.
  • Luvas de procedimento.

             Técnica:

  • Higienizar as mãos.
  • Separar o material necessário.
  • Preparar a medicação seguindo a regra dos 5 Certos: medicamento certo, dose certa, paciente certo, via certa e hora certa.
  • Orientar o paciente sobre o procedimento a ser realizado.
  • Higienizar as mãos e calçar as luvas.
  • Posicionar o paciente, conforme local escolhido para aplicação segundo rodízio, deixando-o confortável.
  • Realizar antissepsia ampla no local, com compressa embebida em álcool a 70%, com movimento único de cima para baixo.
  • Manter a compressa entre os dedos mínimo e anular da mão que vai expor a região delimitada.
  • Realizar prega cutânea de aproximadamente 2,5 cm de pele e tecido adiposo entre o polegar e o dedo indicador.
  • Inserir a agulha com a mão dominante no ângulo de 90º para adultos e 45º para crianças.
  • Aspirar o êmbolo para verificar que não foi atingido nenhum vaso sanguíneo.
  • Injetar lentamente o conteúdo da seringa.
  • Retirar a agulha realizando movimento único, rápido e firme.
  • Fazer discreta compressão no local com compressa embebida em álcool.
  • Descartar o material.
  • Retirar as luvas.
  • Higienizar as mãos.
  • Checar o procedimento em prescrição médica.
  • Observar continuamente alterações orgânicas que possam estar relacionadas ao medicamento administrado.

         Observações:

  • Se houver retorno de sangue durante a aspiração, retirar a seringa/agulha, comprimir o local e reiniciar o procedimento em outro local.
  • O volume máximo a ser administrado no tecido subcutâneo é de 2 ml para adultos.
  • Deve-se realizar o rodízio de locais ao aplicar injeções de me- dicamento.

Tabela – Ângulo da agulha em relação ao tecido subcutâneo sem prega cutânea

Agulhas 13 x 4,5 (insulina)
Normais
Obesos
Magros
45º
60º
30º


Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 05/07/2018

Gostou? Deixe seu comentário.