Sou Enfermagem

O que é prevenção primária, secundária, terciária e quaternária?

O que é prevenção primária, secundária, terciária e quaternária?

Em todo o mundo, os sistemas de saúde estão constantemente em processo de construção e em desenvolvimento com a finalidade de prover um melhor estado de saúde para as suas populações. 

Consequentemente, os sistemas não são estáticos, pois devem acompanhar as necessidades e mudanças sociais e culturais que acompanham o desenvolvimento de qualquer sociedade. Entretanto, algumas questões são comuns a todos eles e perpassam o tempo:

•Como melhorar o acesso ao sistema para todas as pessoas da comunidade ou país?
•Como prover ações e atividades de forma integral, equitativa, participativa, democrática e contextualizada?
•Como trabalhar com recursos financeiros limitados e ainda prover um sistema de qualidade adequada?

Na década de 70, foram estabelecidos, por Leavell & Clark (1976), três níveis de prevenção que inter-relacionam atividade médica e saúde pública. Nesse esquema, a promoção da saúde era concebida apenas como um elemento da prevenção primária e voltada mais para os aspectos educativos individuais. 

No entanto, a partir da década de 80, após a Carta de Otawa, a promoção da saúde foi revalorizada, tornando-se objeto de políticas públicas em várias partes do mundo.

Conceito de Promoção da Saúde

A promoção da saúde se refere às ações sobre os condicionantes e determinantes sociais da saúde, dirigidas a impactar favoravelmente a qualidade de vida. Por isso, caracterizam-se fundamentalmente por uma composição intersetorial e, intra-setorialmente, pelas ações de ampliação da consciência sanitária – direitos e deveres da cidadania, educação para a saúde, estilos de vida e aspectos comportamentais etc.

Assim, para melhorar as condições de saúde de uma população, são necessárias mudanças profundas dos padrões econômicos no interior dessas sociedades e intensificação de políticas sociais, que são eminentemente políticas públicas. Ou seja, para que uma sociedade conquiste saúde para todos os seus integrantes, é necessária ação intersetorial e políticas públicas saudáveis.

Conceito de Prevenção da Saúde

Diferentemente da promoção da saúde, a prevenção de enfermidades tem como objetivo a redução do risco de se adquirir uma doença específica por reduzir a probabilidade de que uma doença ou desordem venha a afetar um indivíduo (CZERESNIA, 2003).

1 - Prevenção primária 

É a ação tomada para remover causas e fatores de risco de um problema de saúde individual ou populacional antes do desenvolvimento de uma condição clínica. Inclui promoção da saúde e proteção específica (ex.: imunização, orientação de atividade física para diminuir chance de desenvolvimento de obesidade).

Alguns Exemplos:

1 Uso de preservativos para evitar a infecção  por DST  (Doenças Sexualmente Transmissíveis)

2 Uso de Capacete pelo Motociclista .Uso de cinto de segurança, airbag, capacetes e outros dispositivos de segurança para ciclistas e motociclistas.

3 Uso de luvas para manipular material biológico.

4 Controle de vetores, vacinas, como a  vacina para poliomelite.

5 Ginástica Laboral e Exercício Físico para aqueles que nunca tiveram tendinite, diminuirá as possibilidades de que os mesmos desenvolvam a doença.

2 - Prevenção secundária 

É a ação realizada para detectar um problema de saúde em estágio inicial,muitas vezes em estágio subclínico, no indivíduo ou na população, facilitando o diagnóstico definitivo, o tratamento e reduzindo ou prevenindo sua disseminação e os efeitos de longo prazo (ex.: rastreamento, diagnóstico precoce).

Alguns Exemplos:

1 Um paciente hipertenso, previamente diagnosticado, que  tem monitoramento de profissionais de saúde , exercício físico orientado, dieta adequada, é livrado das situações de estresse do cotidiano, terá uma evolução muito lenta da patologia, diminuindo incrivelmente as possíveis complicações da doença.

2 Um paciente com infecção por HPV ( papiloma virus humano)  no colo do útero com acompanhamento e orientação do ginecologista , pode evitar o câncer de colo de útero.

3 Um paciente com tendinite em fase aguda, inicial, com o tratamento fisioterapêutico correto, pode evitara piora que evolui para a diminuição dos movimentos do braço.

4 Um paciente com AIDS, fazendo uso correto da medicação diminui as possibilidades  de complicações, melhora a qualidade de vida  e garante maior sobre-vida.

3 - Prevenção terciária

É a ação implementada para reduzir em um indivíduo ou população os prejuízos funcionais consequentes de um problema agudo ou crônico, incluindo reabilitação (ex.: prevenir complicações do diabetes, reabilitar paciente pós-infarto – IAM ou acidente vascular cerebral).

Alguns Exemplos:

1 Um paciente hipertenso o qual não teve uma prevenção secundária efetiva no controle dessa doença de base, pode sofrer um agravamento da

2 Um paciente hipertenso, previamente diagnosticado, que  tem monitoramento de profissionais de saúde , exercício físico orientado, dieta adequada, é livrado das situações de estresse do cotidiano, terá uma evolução muito lenta da patologia, diminuindo incrivelmente as possíveis complicações da doença.

4 - Prevenção quaternária

É a detecção de indivíduo sem risco de intervenções, diagnósticas e/ou terapêuticas, excessivas para protegê-los de novas intervenções médicas inapropriadas e sugerir-lhes alternativas eticamente aceitáveis. 


A prevenção de doenças compreende três categorias: manutenção de baixo risco, redução de risco e detecção precoce.




Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 08/09/2018

Relacionados

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi