Sou Enfermagem

Como fazer o primeiro currículo

Como fazer o primeiro currículo

Se você está se candidatando para uma vaga em uma empresa específica, dê mais foco às informações relevantes, à função pretendida e à área de atuação da companhia.

Agora se você está colocando-o em um site de empregos, por exemplo, é necessário que você invista em um currículo mais genérico, afinal, você não sabe quais empresas terão acesso às suas informações.

“Quando o recrutador vê a idade no currículo já imagina que o candidato não tem experiência, e isso não é visto como um problema. Ele deve sempre colocar em destaque o que tem de melhor: a formação escolar, um idioma, voluntariado e até uma experiência profissional fora do mercado formal”, orienta Flávia Mentone, gerente de diversidade e gestão de pessoas da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo de São Paulo.

 Algumas informações são imprescindíveis e não podem faltar em seu currículo.

Confira abaixo quais são elas, assim como a ordem padrão em que devem ser preferencialmente apresentadas.

1) Dados pessoais
Informações que devem constar no início do currículo: nome completo, idade, estado civil, endereço, cidade, região, telefone (celular, residencial ou para recados) e e-mail.
2) Objetivo
Candidato pode listar o cargo de interesse. Caso ele não tenha uma posição específica, pode citar a área de atuação, como logística, administrativa, entre outras.
3) Formação acadêmica
Deve ser informado o último grau de escolaridade, ou seja, quem não tem nível superior deve citar o nível médio, e assim por diante. A descrição deve ter o nome da instituição, curso e ano de conclusão ou previsão de término.
4) Idiomas, informática e outros cursos
Como o candidato não possui experiência, ele deve mostrar que tem outras habilidades que poderão ser utilizadas no emprego.
5) Voluntariado e outras experiências
As experiências no mercado informal são válidas e podem ser citadas. O voluntariado é muito valorizado pelas empresas.
6) O que não colocar
- Foto (só quando o empregador solicitar)
- Número de documentos
- Título “currículo vitae” ou “currículo”
- Nome de pais, marido ou esposa e filhos
- Referências pessoais (contatos de pessoas que podem falar sobre o profissional não devem ser indicados)
- Pretensão salarial
- Cartas de referência
- Certificados de cursos realizados
- Data e assinatura
- Habilidades genéricas, como proatividade e criatividade

Os erros gramaticais, informações incoerentes, como nível de inglês desatualizado, formação acadêmica com informações incorretas e omissão de dados que impossibilitam o contato com o candidato estão entre os principais erros cometidos por candidatos que estão em busca do primeiro emprego.

Flávia também lembra que alguns candidatos "jogam contra", informando as habilidades que não possuem em vez de valorizar seus pontos positivos. “Se ele não tiver determinada experiência não precisa colocar que não tem. Ele não deve falar mal de si mesmo.”

Currículos com letras ou fundo colorido e com desenhos não são considerados inovadores e não são bem vistos pelos recrutadores. A opção mais segura ainda é apostar no padrão tradicional.

Elaborar um currículo para o primeiro emprego pode parecer uma tarefa desafiadora, mas basta manter nossas dicas em mente e destacar no documento todas as habilidades e qualidades que você pode oferecer à empresa. Logo você terá várias experiências para rechear seu currículo!

Se ainda assim você não se sente seguro para elaborar seu currículo para o primeiro emprego de forma adequada, peça ajuda a um profissional do Sou Enfermagem. Você pode contar com uma consultoria online e auxílios que vão desde um diagnóstico de seu currículo até a total e mais excelente elaboração dele, tudo de forma online e segura.

Quer contratar esse serviço?

Custo: R$ 50,00

Entre em contato conosco.


Postado por: Sou Enfermagem | Publicado em: 29/05/2017

Gostou? Deixe seu comentário.

Relacionados

Propaganda