Sou Enfermagem

Trabalho de Parto Prematuro - TPP

Trabalho de Parto Prematuro - TPP

Conceitua-se gravidez pré-termo aquela cuja idade gestacional encontra-se entre 22 (ou 154 dias) e 37 (ou 259 dias) semanas.

Para diagnóstico de trabalho de parto prematuro devem-se considerar a contratilidade uterina e as modificações cervicais. É importante lembrar que existem contrações uterinas durante a gestação, denominadas de Braxton-Hicks, que são diferentes daquelas do trabalho de parto, pela ausência de ritmo e regularidade. O trabalho de parto é definido pela presença de duas a três contrações uterinas a cada dez minutos, com ritmo e freqüência regulares. Podem ser acompanhadas de modificações cervicais caracterizadas pela dilatação maior ou igual a 2cm e/ou esvaecimento maior que 50%.

Condutas:

• Na presença de contrações uterinas rítmicas e regulares, porém sem modificação cervical, caracteriza-se o falso trabalho de parto prematuro.

Esses casos costumam evoluir bem apenas com o repouso, principalmente se identificada e tratada a causa de base. Na eventualidade de as contrações persistirem, há necessidade de uso de tocolíticos e, portanto, a mulher deverá ser encaminhada para hospital de referência;

• Na presença de TPP com colo modificado, encaminhar a mulher para hospital de referência.

O trabalho de parto prematuro constitui situação de risco gestacional. Deve, portanto, ser encaminhado para centro de referência. Detalhes específicos relativos à conduta nesta situação encontram-se no Manual Técnico Gestação de Alto Risco, do Ministério da Saúde. É importante lembrar, para o profissional que faz o acompanhamento pré-natal, que a história de prematuridade anterior é o fator de risco que, isoladamente, tem a maior capacidade em prever a prematuridade na atual gestação. Por isso, nestas situações, estaria recomendado o rastreamento para a vaginose bacteriana, por meio do exame de bacterioscopia vaginal, nos lugares onde ele estiver disponível. O tratamento desta condição diagnosticada diminui o risco de prematuridade.

Postado por: | Publicado em: 02/04/2015

Gostou? Deixe seu comentário.

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi